quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O pai da criança


Na semana passada em uma das postagens - uma piada presidencial que me enviaram – disse que iria explorar mais um determinado assunto.

Estamos em ano eleitoral e nada mais oportuno para essas minhas considerações.

Não sou cientista político, longe de mim, mas venho debatendo esse assunto há muito tempo.

É isso mesmo! Debato sobre política também. Hehehe! E normalmente, minha tribuna é uma mesa de bar!

Mas vamos ao que interessa, pelo menos para mim.

O presidente Lula é amado por muitos e odiado por alguns, isso não sou eu quem digo, se comprova pelas últimas pesquisas.

Ninguém pode negar que o Lula é um cara carismático, que fala a língua do povo e que de uma forma ou de outra, vem trazendo boas novas para nosso pais.

O que não podemos negar é que o principal não foi o Lula que fez.

Ele vem gerenciando o que já achou iniciado. O Brasil já tinha um caminho a ser percorrido, traçado, e somente um locou, ou burro para não trilhar por esse percurso.

De louco ou burro, Lula não tem nada.

O nosso presidente, juntamente com sua equipe, é claro, tem inovado,e também aperfeiçoado aquilo que vinha sendo construído.

Perspicaz, como ele é, fez mudanças cruciais para que seu nome fique na historia de nosso país, mas não foi ele quem deu o pontapé inicial.

Tenho certeza que ao lerem a postagem até aqui estão achando que pretendo fazer campanha para Serra, ou até mesmo reverenciando FHC. NÃO! Não mesmo!

Vejo o FHC como um homem soberbo, que se distanciava da grande maioria da população, e quanto ao Serra, este deverá ter um plano de governo que me convença, caso contrário vou ficar entre as duas mulheres que deverão disputar o pleito.

Mas retornando a linha de raciocínio principal, acho que quem deu origem ao Brasil que temos hoje foi um só homem: o Itamar Franco.

Sim... aquele mineirinho que foi pego na Sapucaí ao lado da modelo sem calcinha, aquele que fez a reedição do fusca... aquele mesmo!

Agora, ao continuarem ler devem estar pensando que enlouqueci de vez!

Sei que a URV e o plano Real foi concebido com Fernando Henrique como Ministro da Fazenda, mas quem era o Presidente?
O cara pegou um sociólogo sisudo e deu a pasta mais importante do governo, deixando esse cara fazer o que quisesse. Isso que é peito!

Então aqui, para encerrar, e não querendo que ninguém concorde comigo, mas sabendo q muitos irão concordar, quero parabenizar ao Sr. Itamar Augusto Cautiero Franco, o Itamar Franco.

Em tempo: quando digo que não quero que ninguém concorde comigo, não tenho a pretensão de ser rude, mas quero deixar claro que política, futebol, religião, entre outras coisas, não se discute, pois como dizia minha avó:

“Em merda, quanto mais mexe, mais fede!”

até breve

Um comentário:

Rosângela, uma das danielas timóteas disse...

Chuviscooooo... você vem com cada uma... lá do fundo do baú.... mas que tem sentido. E muito. kkkk