quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Plano de saúde não pode rescindir contrato em razão de idade avançada


A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que é ilegítima a rescisão de plano de saúde em razão da alta sinistralidade do contrato, caracterizada pela idade avançada dos segurados. O entendimento foi unânime. O caso envolve um grupo de associados da Associação Paulista de Medicina (APM) e a SulAmérica Seguro Saúde S.A.

Os associados alegam que a APM enviou-lhes uma correspondência avisando que a SulAmérica não renovaria as suas apólices coletivas por causa da alta sinistralidade do grupo, decorrente de maior concentração dos segurados nas faixas etárias mais avançadas. Informou, ainda, que eles deveriam aderir à nova apólice de seguro, que prevê aumento de 100%, sob pena de extinção da apólice anterior.

Ilegitimidade

Em seu voto, a relatora, ministra Nancy Andrighi, reconheceu a ilegitimidade da APM para figurar na ação e extinguiu o processo, sem a resolução do mérito. Quanto à legitimidade da rescisão, a ministra destacou que o consumidor que atingiu a idade de 60 anos, seja antes ou depois da vigência do Estatuto do Idoso, em janeiro de 2004, está sempre amparado contra a abusividade de reajustes das mensalidades dos planos de saúde com base exclusivamente na alta sinistralidade da apólice, decorrente da faixa etária dos segurados.

Fonte: DCI

até breve

Campista, estudante de medicina, é vitima de arrastão ontem no Rio


Reconhecidos por arrastão são acusados de assassinato no Rio.

Criminosos promoveram, nessa quarta-feira de manhã, o quinto arrastão desde a noite de segunda-feira na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Desta vez, bandidos, que usaram até granada na ação, escolheram uma rua residencial do Jardim Botânico, na Zona Sul. A Polícia Militar anunciou medidas para tentar evitar os ataques na região e na Barra da Tijuca. Dois suspeitos de participação no assalto - conhecidos pelo envolvimento em ações semelhantes - foram identificados.

Os dois suspeitos reconhecidos pelas vítimas são investigados por participação no sequestro e morte de um advogado, ocorrido no ano passado no Recreio dos Bandeirantes.

Por volta das 6h50, quatro homens num Honda Civic fecharam a Rua Faro, próximo à Rua Jardim Botânico, e deram início à série de roubos. Eles saquearam motoristas e pedestres que passavam na hora, levando carteiras, documentos, celulares, joias e outros pertences. Seis pessoas - quatro motoristas e dois pedestres - foram à 15ª DP (Gávea) e prestaram queixa do arrastão.

"Eu desci do meu prédio e, assim que coloquei o pé na rua, fui surpreendida por um homem armado. Ele pediu minha bolsa e me ameaçou. Disse que podia me matar. Tinha um outro homem com uma granada. Ele dizia que ia explodir todo mundo. Esse homem chegou a deixar a granada cair no chão, mas o outro bandido brigou com ele, dizendo para ele prestar atenção", descreveu uma residente de Enfermagem.

Natural de Campos, no Norte Fluminense, a jovem desabafou. "Vivo sozinha aqui no Rio. Tudo o que eu queria agora era voltar para lá. Assim que terminar (o período de residência médica), volto. No Rio, não vou ficar", ressaltou.

Matéria completa: Notícias Terra

até breve

Ciclo virtuoso do Rio


O caderno de economia de um jornal do Rio de Janeiro trouxe recentemente duas matérias dando conta da performance positiva da economia fluminense, a partir dos dados coletado pelo IBGE na Pnad-2009.

A primeira manchete revela o estudo coordenado pelo pesquisador da FGV Marcelo Neri onde o Rio ultrapassa São Paulo no ranking da renda familiar per capita; e a segunda matéria constata que em nosso estado o emprego e renda melhoram, embora a desigualdade tenha aumentado.

Pesquisas publicadas em anos recentes afirmam que, após a longeva e profunda crise da década de 1980, a economia fluminense apresentou, a partir da segunda metade dos anos 1990, uma nova trajetória de inflexão positiva graças ao crescimento do interior, com expressiva influência da prospecção de petróleo no Norte Fluminense, bem como pela consolidação do pólo metal-mecânico e automobilístico na região do Médio Paraíba. Em paralelo, a capital manteve-se como centro importante e sede de grandes empresas nacionais e internacionais.

No século que se inicia temos a consolidação de novos pólos interioranos que devem se constituir em verdadeiras ilhas de crescimento. Me refiro a Itaguaí, com o Porto de Sepetiba e a conclusão do Arco Metropolitano; Itaboraí e ao futuro Complexo Petroquímico da Petrobrás; e o Norte Fluminense, diante do Complexo Logístico e Industrial Farol/Barrado Furado, na divisa de Campos com Quissamã, bem como ao Super Porto do Açu, em São João da Barra - estas duas intervenções juntas tendem a industrializar uma orla marítima hoje completamente desabitada.

Uma revista de circulação nacional apontou entre as 100 cidades de porte médio mais dinâmicas de nossos país, os municípios fluminenses de Cabo Frio (turismo), Angra dos Reis (energia) e Resende (indústria de caminhões). Pensando mais especificamente a cidade do Rio de Janeiro, observa-se que a necessária infra-estrutura para os mega eventos da Copa do Mundo em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016 vão mobilizar vultuosos investimentos públicos e privados em mobilidade, saneamento, meio ambiente e construção civil.

Diante de tantas potencialidades e desafios, nossa maior ameaça é o risco de perda dos recursos indenizatórios oriundos da exploração de petróleo. Em paralelo, a conjuntura positiva exige planejamento estratégico, poder público mais eficiente e atuando de forma matricial e integrada nos diversos níveis, melhoria dos equipamentos sociais de modo a evitar concentração da renda, pesados investimentos para melhoria no trânsito e fundamentalmente capacitação da mão de obra.

Somos um pólo importante na geração de conhecimento, inovação ciência e tecnologia e referência internacional no quesito cultura lazer, turismo e entretenimento. Está lançada a sorte, cabe a nós aproveitar este ciclo virtuoso garantido renda, emprego e qualidade de vida, com justa distribuição dos frutos do progresso.

Fonte: Monitor Mercantil

até breve

LLX negocia acesso ferroviário para atender porto de Açu


Logística: Saída é utilizar trecho que pertence a FCA e que atualmente é subutilizado pela controlada da Vale.

As concessionárias Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e MRS e a LLX Logística, do grupo EBX, negociam com o governo uma solução para implantar, no litoral norte do Rio, linha férrea com 345 quilômetros de extensão e investimentos estimados em R$ 1,2 bilhão. Na região existe trecho da malha da FCA que está abandonado. Com o projeto, esse trecho poderá ser recuperado para fazer o transporte de cargas de diversas empresas. Uma das maiores interessadas na nova linha férrea é a LLX, que desenvolve em São João da Barra, no norte fluminense, o porto do Açu.

A implantação de uma ferrovia no norte fluminense é estratégica para a LLX desenvolver o porto, que tem o minério de ferro como principal carga. O presidente da LLX, Otávio Lazcano, confia que a ferrovia estará concluída no fim de 2012, início de 2013. Segundo ele, LLX e outras empresas vão garantir demanda de transporte na ferrovia. Ele disse que a partir de 2014 o porto Açu terá capacidade de receber 340 milhões de toneladas de carga por ano. Parte desse volume será transportado por ferrovia. Há estimativas de que, em uma primeira fase, a ferrovia do norte fluminense poderia ter contratos firmes de carga de 15 milhões de toneladas por ano.

Como concessionária na região, a FCA - que pertence à Vale - tem proposta para transformar um trecho de bitola métrica (estreita) com cerca de 230 quilômetros entre Itaboraí e Campos dos Goytacazes, no Rio, em bitola larga para permitir a conexão com a MRS, desde Minas Gerais. Seria implantado um terceiro trilho até Campos, onde vai sair um ramal de 45 quilômetros até o Açu. A ligação da MRS com a FCA também vai exigir a reconstrução de um trecho de 20 quilômetros entre Ambaí e São Bento, na grande Rio, na área de concessão da FCA. E intervenções entre São Bento e Visconde de Itaboraí, também no Rio, trecho de 50 quilômetros pertencente ao governo federal e ao Estado do Rio, onde há operações de trens de passageiros.

As negociações também passam pela estatal Valec, Engenharia, Construções e Ferrovias, concessionária da Estrada de Ferro 354. A EF 354, chamada de Transcontinental, é um projeto de ferrovia de bitola larga que foi planejada para passar pelo litoral norte do Rio e depois seguir, via Minas e Centro-Oeste, para o Acre. E dali para o Pacífico, no Peru.

Delmo Pinho, subsecretário estadual de Transportes, disse que o governo do Rio fez estudo que estimou em R$ 1,2 bilhão o custo de implantação da ferrovia da região metropolitana do Rio até o Açu. Esse número deve ser revisto por estudo contratado pela FCA. Pinho criticou a concessionária por ter "abandonado" várias linhas no Estado.

Na semana passada, representantes da LLX, FCA e MRS reuniram-se com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para discutir o projeto da linha ferroviária no norte do Rio. Uma nova reunião está prevista para o mês que vem, segundo apurou o Valor. O diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, disse que a curto prazo deve ser assinado protocolo para execução do projeto, o qual vai envolver a iniciativa privada. "Estamos discutindo o projeto do ponto de vista da Valec, que é a concessionária para a linha de bitola larga [no litoral norte do Rio]", disse Figueiredo. O protocolo deve ser assinado pelo Ministério dos Transportes, o Estado do Rio e a Valec.

Figueiredo disse que há um começo de conversa entre a FCA e a Valec pela qual a empresa estatal poderia vir a construir a linha da EF 354 aproveitando a faixa de domínio da concessionária da Vale. O acordo permitiria reduzir os investimentos necessários. Ele reconheceu que, se não houver acordo a Valec, poderia construir a EF 354 em uma faixa diferente da detida pela FCA. Figueiredo disse que não existe uma proposta formal da FCA à ANTT para reformar o trecho da concessionária no litoral norte fluminense.

"O que existe é TAC", afirmou Figueiredo referindo-se ao instrumento Termo de Ajustamento de Conduta. Uma fonte envolvida nas negociações disse que a FCA tem TACs não cumpridos que envolvem investimentos muito altos. E que a discussão passaria pela FCA concentrar os investimentos previstos nos termos de ajustamento na linha do norte fluminense. A FCA disse que existe uma proposta formal feita ao Ministério dos Transportes e à ANTT para a revitalização do trecho do norte fluminense dentro de um projeto que considera "viável". Em referência à concessão da EF 354, a empresa disse desconhecer a proposta.

O diretor de comercialização de logística da Vale, Marcello Spinelli, disse que a FCA contratou estudo de engenharia para detalhar o projeto. Segundo ele, a FCA mantém entendimentos sobre o projeto com a MRS. O presidente da MRS, Eduardo Parente, disse por email que as negociações evoluem bem e que a discussão de um contrato operacional específico com a FCA está em fase avançada.

"Estamos aguardando a definição por parte dos clientes do volume que eles estão dispostos a se comprometer para fechar a divisão da conta", escreveu Parente. Segundo ele, a divisão do investimento ainda não está fechada. Uma possibilidade seria que a FCA respondesse por todo o investimento, o que iria resultar em um direito de passagem (pedágio) mais caro para a MRS na fase de operação.

Fonte: Portos e Navios

até breve

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A virgindade perdida

A família jantava tranqüila quando, de repente, a filha de 11 anos comenta:
Tenho uma má notícia.... Não sou mais Virgem ! Sou uma vaca ! E começa a chorar, visivelmente alterada, com as mãos no rosto e um ar de vergonha.

Silêncio sepulcral na mesa. De repente, começam as acusações mútuas:
Isto é por você ser como é! - marido dirigindo-se à mulher - Por se vestir como uma puta barata e se arreganhar para o primeiro imbecil que chega aqui em casa. Claro que isso tinha que ocorrer, com este exemplo que a menina vê todo dia!

E você - pai apontando para a outra filha de 19 anos - que fica se agarrando no sofá e lambendo aquele palhaço do teu namorado que tem jeito de viado. Tudo na frente da menina!

A mãe não aguenta mais e revida, gritando:
E quem é o idiota que gasta metade do salário com as putas e se despede delas na porta de casa? Pensa que eu e as meninas somos cegas? E além disso, que exemplo você pode dar se, desde que assinou esta maldita TV a cabo, passa todos os finais de semana assistindo a pornôs de quinta
categoria e depois se acaba em masturbação, com direito a todos os tipos de gemidos e grunhidos?

Desconsolada e à beira de um colapso, a mãe, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trêmula, pega ternamente na mão da filhinha e pergunta baixinho:

Como foi que isso aconteceu, minha filha?

E, entre soluços, a menina responde:
A professora me tirou do presépio! A Virgem agora é a Vanessa, eu vou fazer a vaquinha.

até breve

Nasajon Sistemas busca parceiros em cidades do interior do Sudeste


A carioca Nasajon Sistemas, da área de TI, que desenvolve sistemas informatizados de gestão para pequenas e médias empresas, busca parceiros em cidades do interior da região Sudeste para expandir sua atuação. Além da sede no Rio de Janeiro, a Nasajon está presente em Nova Friburgo e Campos dos Goytacazes (RJ), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Vitória (ES). A empresa pretende aproveitar a boa fase da economia e ampliar em 70% o número de representações regionais até o final de 2010.

A expansão da Nasajon pelo país este ano já dobrou em relação a 2009. Para incrementar a taxa de crescimento anual de vendas em torno dos 40%, a empresa também lançou três novos sistemas de gestão, observando as tendências do mercado: o Conecta, sistema de acesso remoto; o Comerzio, de Automação Comercial; e o Loja - PDV, de ponto de venda. Informações através do site www.nasajon.com.br ou pelo telefone 4003-9399 (valor de chamada local de qualquer área urbana).

No mercado há 28 anos, a Nasajon Sistemas atua em nível nacional e, no seu segmento, situa-se entre as 10 melhores do mercado de software, além de ser reconhecida no Prêmio Fecomércio na categoria grande empresa – serviços. Os 15 mil clientes recebem um atendimento de excelência com índices de satisfação próximos a 100% – de acordo com dados da PUC-RJ, 98% dos clientes mostraram-se satisfeitos ou muito satisfeitos com o atendimento.

Fonte: farol comunitario

aé breve

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Fiscalização liberta 95 de trabalho escravo no Rio de Janeiro


Cortadores de cana da Fazenda Marrecas, área da Erbas Agropecuária em Campos dos Goytacazes (RJ), não tinham registro nem acesso adequado à água potável. Outro grupo de trabalhadores baianos também foi explorado

O Norte fluminense foi novamente palco de trabalho análogo à escravidão. Desta vez, 95 cortadores de cana-de-açúcar foram encontrados em quadro de trabalho escravo. As vítimas trabalhavam na Fazenda Marrecas, da empresa Erbas Agropecuária S/A, em Campos dos Goytacazes (RJ).

A fiscalização, ocorrida em 24 de agosto, reuniu Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Marinha do Brasil, que vasculhou a área com sobrevôos para localizar as frentes de trabalho. Os libertados foram arregimentados pelo intermediário Valter Júnior Henrique Gomes em bairros da região.

"Encontramos trabalhadores cortando cana descalços, correndo um risco enorme de se ferirem", relata a procuradora do trabalho Guadalupe Louto Turos Couto, que participou da ação. Além da falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), o acesso à água fresca durante o serviço era limitado. "A água era trazida de casa pelos empregados em garrafas plásticas e acabava no meio do expediente. Isso aumenta o risco de desidratação devido ao longo período de exposição ao sol", completa.

Nas frentes de trabalho no meio dos canaviais, não havia instalações sanitárias nem locais adequados para as refeições. Os cortadores traziam marmita de casa, mas não tinham onde armazenar as refeições. Em dias muito quentes, as refeições chegavam a estragar.

A jornada de trabalho era exaustiva. De acordo com relatos, os trabalhadores pegavam os ônibus logo cedo, por volta das 6h da manhã. O trabalho se encerrava às 17h. As ferramentas de trabalho, como facões, eram transportados junto com os trabalhadores no ônibus.

A Norma Regulamentadora 31 (NR 31) - que estabelece as normas para o trabalho rural - determina que as ferramentas de trabalho sejam transportadas separadas dos empregados para evitar acidentes.

A cana da propriedade flagrada era vendida para a Usina Paineiras, em Itapemirim (ES). A Erbas Agropecuária não efetuou o registro na Carteira de Trabalho e da Previdência Social (CTPS) dos cortadores.

Após a fiscalização, os libertados receberam as verbas rescisórias, que totalizaram R$ 100 mil e as guias para o recebimento do Seguro Desemprego para o Trabalhador Resgatado.

Por telefone, um procurador da Erbas que preferiu não se identificar declarou à Repórter Brasil que a situação está sendo regularizada e que, a partir de agora, a empresa agropecuária pretende contratar de acordo com a legislação trabalhista "para evitar aborrecimentos".

Migrantes
Após a operação, outros 35 trabalhadores procuraram a Procuradoria do Trabalho do Município de Campos dos Goytacazes (RJ) para fazer denúncia: eles também teriam sido vítimas de trabalho escravo.

O grupo foi aliciado na Bahia por um "gato" ligado ao mesmo intermediário. Eles saíram de Santo Amaro (BA) chegaram e à região em maio de 2010. "Valter disse que uma nova usina de cana havia se instalado na região e que havia muito trabalho para quem quisesse", conta a procuradora.

Os trabalhadores relataram que tiveram que pagar as despesas com a viagem do Nordeste. Quando chegaram, perceberam que a situação não era bem como Valter havia prometido. Eles tiveram que alugar casas na periferia do município e arcar com todas as despesas. "Esse grupo trabalhou em diversas fazendas durante todo esse período", explica Guadalupe.

Eles também não receberam EPIs e tinham que comprar as próprias ferramentas de trabalho. A alimentação também era preparada pelos próprios trabalhadores, que tinham que levar água para as frentes de trabalho. O pagamento dos salários variava mês a mês e era insuficiente diante de tantas dívidas que se acumulavam com os gastos de permanência.

Foi possível estabelecer o vínculo empregatício com o "gato" Valter, que pagou as verbas trabalhistas aos cortadores de cana baianos e também a passagem de retorno aos locais de origem das vítimas.

Fonte: Repórter Brasil

até breve

27 de setembro, dia de São Cosme e São Damião, dia de ofertar e/ou ganhar doces e brinquedos


São Cosme e São Damião, os santos gêmeos, morreram em cerca de 300 d.C. Sua festa é celebrada em 27 de setembro. Somente a igreja Católica comemora no dia 26 de setembro pois, segundo o calendário católico, o dia 27 de setembro é o dia de São Vicente de Paulo.

Biografia
Há relatos que atestam serem originários da Arábia, de uma família nobre de pais cristãos, no século III. Seus nomes verdadeiros eram Acta e Passio.

Estudaram medicina na Síria e depois foram praticá-la em Egéia. Diziam "Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo e pelo seu poder".

Exerciam a medicina na Síria, em Egéia e na Ásia Menor, sem receber qualquer pagamento. Por isso, eram chamados de anargiros, ou seja, inimigos do dinheiro.

Cosme e Damião foram martirizados na Síria, porém é desconhecida a forma exata como morreram. Perseguidos por Diocleciano, foram trucidados e muitos fiéis transportaram seus corpos para Roma.

Foram sepultados no maior templo dedicado a eles, feito pelo Papa Félix IV (526-30), na Basílica no Fórum de Roma com as iniciais SS - Cosme e Damião.

Versões de suas mortes
Há várias versões para suas mortes, mas nenhuma comprovada por documentos históricos. Uma das fontes relata que eram dois irmãos, bons e caridosos, que realizavam milagres e por isso teriam sido amarrados e jogados em um despenhadeiro sob a acusação de feitiçaria e de serem inimigos dos deuses romanos.

Segundo outra versão, na primeira tentativa de matá-los, foram afogados, mas salvos por anjos. Na segunda, foram queimados, mas o fogo não lhes causou dano algum. Apedrejados na terceira vez, as pedras voltaram para trás, sem atingi-los. Por fim, morreram degolados.

Milagres e cura
Santos Cosme e Damião realizando um transplante de perna, afresco de Fra Angelico.Conta-se que eram sempre confiantes em Deus, que oravam e obtinham curas fantásticas. Também foram chamados de "santos pobres".

A partir do século V os milagres de cura atribuídos aos gêmeos fizeram com que passassem a ser considerados médicos. Mais tarde, foram escolhidos patronos dos cirurgiões.

Segundo a crença popular apareceram materializados depois de mortos, ajudando crianças que sofriam violências.

Ao gêmeo Acta é atribuído o milagre da levitação e ao gêmeo Passio a tranqüilidade da aceitação do seu martírio.

Sincretismos
Semelhanças com a Mitologia Grega
Na mitologia grega, há muito se cultuava esses santos, havendo registros, desde o século V, quando esse culto já estava estabilizado no Mediterrâneo, de cultos que relatam a existência, em seus cultos, de um óleo santo, atribuído a Cosme e Damião, e que tinha o poder de curar doenças e dar filhos às mulheres estéreis.

Alguns grupos concentram seus esforços para demonstrar que Cosme e Damião não existiram de fato, que eram apenas a versão cristã da lenda dos filhos gêmeos de Zeus, Castor e Pólux. Esta versão é combatida por aqueles que acreditam na real existência dos irmãos, embora a superstição que o povo tem muitas vezes faça supor que haja uma adaptação do costume pagão.

Relação com as religiões afro-brasileiras
O dia de São Cosme e Damião é celebrado também pelo Candomblé, Batuque, Xangô do Nordeste, Xambá e pelos centros de Umbanda onde são associados aos ibejis, gêmeos amigos das crianças que teriam a capacidade de agilizar qualquer pedido que lhes fosse feito em troca de doces e guloseimas. O nome Cosme significa "o enfeitado" e Damião, "o popular".

Estas religiões os celebram no dia 27 de setembro, enfeitando seus templos com bandeirolas e alegres desenhos, tendo-se o costume, principalmente no Rio de Janeiro, de dar às crianças (que lotam as ruas em busca dos agrados) doces e brinquedos.

Fonte: Wikipédia

até breve

HOJE, 27 de Setembro, o Dia Mundial do TURISMO


Em todo o mundo, comemorações. Na data de hoje, 27 de Setembro, o Dia Mundial do Turismo tem sua agenda oficial pela OMT na China e com o lema ‘O Turismo e a Diversidade Biológica’, em conjunto com a celebração do Ano Internacional da Diversidade Biológica das Nações Unidas.

Como principal item comemorativo, a realização do Diálogo de Alto Nível sobre Turismo, Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável no fórum que acontece em Guangzhou, a cidade escolhida para as celebrações do Dia Mundial. Estarão em debate questões desde o valor econômico da biodiversidade para o Turismo bem como a integração da proteção da biodiversidade na planificação de um turismo sustentável.

Neste sentido, a OMT procura realizar uma aproximação global dos problemas relacionados como cambio climático, o turismo e o setor da aviação para buscar uma resposta que afronte estas necessidades, pois a atividade aérea é responsável por cerca de 5% das emissões totais de dióxido de carbono, sendo o transporte aéreo de passageiros o segmento que gera a maior quantidade de gases de efeito.

De modo concreto, cerca de 51% dos 880 milhões de turistas internacionais registrados durante o ano passado chegaram ao destino via aérea. A indústria da aviação mundial é chave e vital para a principal fonte de ingressos de muitos paises. Assim, neste contexto, a organização assinala que 2010 constitui ‘um ano fundamental’ para o setor aéreo, que deverá estipular a redução das emissões de CO2 durante a próxima Convenção de Cambio Climático das Nações Unidas, no final do ano, em Cancun, México.

Para abordar esta matéria, a OMT apresentará durante a assembléia da OACI – Organização Internacional de Aviação Civil – a partir de amanhã´ (28), em Montreal (Canadá, uma declaração sobre a redução de emissões com diversos princípios que devem ser incorporados.

Fonte: Brasilturis Jornal

até breve

domingo, 26 de setembro de 2010

HISTÓRIAS HILÁRIAS DO COTIDIANO DE UM SUPORTE TÉCNICO DE INFORMÁTICA


Veja o que aconteceu em um Suporte Técnico de Informática.

Esta é uma historia verídica que ocorreu em uma famosa empresa de São Paulo. Não precisaria dizer que a pessoa que trabalhava no suporte foi demitida, mas ela esta movendo um processo contra a organização, que a demitiu por justa causa.
Segue o diálogo entre o ex-funcionário e o cliente da empresa:

- Help desk assistência, posso ajudar?
- Sim, bem.... estou tendo problema com o Word.
- Que tipo de problema?
- Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram.
- Sumiram?
- Elas desapareceram. Nada.
- Nada?
- Está preta. Não aceita nada que eu digite.
- Você ainda está no Word ou já saiu?
- Como posso saber?
- Você vê o Prompt C: na tela?
- O que é esse 'promete-se'?
- Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?
- Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.
- Seu monitor tem um indicador de força?
- O que é monitor?
- É essa tela que parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando está ligado?
- Não sei.
- Bom, olhe atrás do monitor, então veja aonde está ligado o cabo de força. Você consegue fazer isso?
- Acho que sim.
- Ótimo. Siga para aonde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.
- Tá sim.
- Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?
- Não.
- Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.
- Ok, achei..
- Siga-o e veja se ele está bem conectado na parte traseira do computador.
- Não alcanço!
- Hum. Você consegue ver se está?
- Não.
- Mesmo se você ajoelhar ou se debruçar sobre ele?
- Ah, não, tá muito escuro aqui!
- Escuro?
- Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da janela, lá do outro lado.
- Bom, acenda a luz então!
- Não posso.
- Por que não?
- Porque estamos sem energia.
- Estão.... sem energia...??? Ah! ok, descobrimos o problema agora! Você ainda tem a caixa de papelão e os manuais que vieram com o seu micro?
- Sim, estão no armário.
- Bom! Então, você desconecta o seu sistema, pega tudo, empacota e leva de volta para a loja.
- Sério?? O problema é tão grave assim?
- Sim, temo que seja.
- Bom, então tá. E o que eu digo na loja?
- Diga que você é BURRO demais pra ter um computador!!!

----------------------------- ------------------------------

ABAIXO PODE PARECER PIADA, MAS VÁRIOS TÉCNICOS AFIRMAM QUE JÁ ACONTECEU COM ELES .....
USUÁRIO: 'Não consigo imprimir. Cada vez que tento, o computador diz: 'Não é possível encontrar a impressora'.Já levantei a impressora e coloquei-a em frente ao monitor para ele ver, mas o computador continua dizendo que não consegue encontrá-la.

----------------------------- ------------------------------

SUPORTE: 'Serviço ao Manual da HP. Sérgio falando. Em que posso ser útil?'
USUÁRIO: 'Tenho uma impressora HP que precisa ser reparada.'
SUPORTE: 'Que modelo é?'
USUÁRIO: 'É uma Hewlett-Packard...'
SUPORTE: 'Isto eu já sei.. Quero saber se é colorida ou preto e branco.'
USUÁRIO: 'É bege!'
----------------------------- ------------------------------

SUPORTE: 'Bom dia. Posso ajudar em alguma coisa?'
USUÁRIO: 'Não consigo imprimir.'
SUPORTE: 'Pode clicar no 'Iniciar' e...'
USUÁRIO: 'Caaalma aí! Não responda assim muito tecnicamente. Não sou o Bill Gates!'

----------------------------- ------------------------------

USUÁRIO: 'De repente aparece uma mensagem na minha tela que diz 'Clique Reiniciar'... O que eu devo fazer?'
SUPORTE: 'O senhor aperte o botão solicitado, desligue e ligue novamente.'
Sem pestanejar, o usuário desliga o telefone na cara do atendente e liga para o suporte novamente.
USUÁRIO: 'E agora o que eu faço?'
----------------------------- ------------------------------

USUÁRIO: 'Tenho um grande problema. Um amigo meu colocou um protetor de tela no meu computador, mas a cada vez que mexo o mouse, ele desaparece!!!'

----------------------------- ------------------------------

SUPORTE: 'Em que posso ajudar?'
USUÁRIO: 'Estou escrevendo o meu primeiro e-mail.'
SUPORTE: 'OK, qual é o problema?'
USUÁRIO: 'Já fiz a letra 'a'. Como é que se faz o circulozinho em volta dela pra fazer o tal arroba?'
----------------------------- ------------------------------

SUPORTE: 'Suporte do seu Provedor de Internet, bom dia. O que deseja?'
USUÁRIO: 'Moooço, a Internet também abre aos domingos?'
----------------------------- ------------------------------

Depois de um tempo falando com o atendente do suporte.
SUPORTE: 'O que tem do lado direito da tela?'
USUÁRIO: 'Uma samambaia!'
SUPORTE: silêncio

até breve

Histórias de Homens Casados...


Um homem colocou nos classificados :

- 'Procura-se esposa'.

No dia seguinte ele recebeu centenas de cartas. Todas diziam a mesma coisa:

- 'Pode ficar com a minha'.
_________________________________

O filho pergunta para o pai:

'Papai, quanto custa para casar?'

E o pai responde:

'Não sei, filho, ainda estou pagando'..
_________________________________

O filho:

- 'Pai, é verdade que em algumas partes da África o homem não conhece sua esposa até casar com ela ?'.

O pai:

- 'Aqui também é assim, filho'.
_________________________________

Um casal estava discutindo sobre as finanças. O marido explodiu e falou:

- 'Se não fosse pelo meu dinheiro, essa casa não estaria aqui.'

A mulher respondeu:

- 'Querido, se não fosse pelo seu dinheiro, EU não estaria aqui'
_________________________________

Uma mulher estava conversando com uma amiga:

- 'Fui eu que fiz o meu marido milionário'.

- 'E o que seu marido era antes?' - pergunta a amiga.

A mulher responde:

- 'Bilionário'.
_________________________________

Um homem estava reclamando com um amigo:

- 'Eu tinha tudo - dinheiro, uma casa bonita, um carro esporte, o amor de uma linda mulher, e então...tudo acabou.

- 'O que aconteceu?' perguntou seu amigo.

- 'Minha mulher descobriu...'.
_________________________________

Um homem entra em sua casa correndo e grita para a sua mulher:

- 'Marta, arrume as suas coisas. Eu acabei de ganhar na loteria!'

Marta responde:

- 'Você acha melhor que eu leve roupas para frio ou calor?'

O homem responde:

- 'Leve tudo, você vai embora'.
_________________________________

Não falo com a minha esposa há mais de um ano

- Por que? - pergunta um amigo

- Porque não gosto de interrompê-la...
_________________________________

Um homem disse que seu cartão de crédito foi roubado, mas ele decidiu não avisar a polícia porque o ladrão estava gastando menos que a sua mulher.
_________________________________

A melhor maneira de lembrar o aniversário da sua mulher, para sempre é esquecer uma vez.
_________________________________

O primeiro cara (todo orgulhoso):

- 'Minha mulher é um anjo!'

O segundo cara:

- 'Você tem sorte, a minha ainda está viva'
_________________________________

Qual a semelhança entre a Av. Paulista e o casamento?

Ambos começam no Paraíso e terminam na Consolação .
_________________________________

- Qual os dois tipos de pessoas felizes que existem?

- Homens solteiros e mulheres casadas...
_________________________________

- Qual a semelhança entre um casamento e um submarino?

- Ambos bóiam, mas foram feitos mesmo para afundar...
_________________________________

Casamento: o dobro da despesa com a metade da diversão.
_________________________________

Uma vez um homem disse:

- 'Nunca soube o que é estar realmente feliz até casar. Aí já era tarde demais...'.
_________________________________

Um amigo pergunta ao outro recém casado...

Como está a vida após o casamento???

O outro responde:

Após o casamento não há vida !!!
_________________________________


Não concordo com as frases... mas que são engraçadas, são!!!

até breve

Ministério da Saúde lançará campanha pela doação de órgãos


Em comemoração ao Dia Nacional de Doadores de Órgãos, celebrado em 27 de setembro, o Ministério da Saúde (MS) realizará campanha para conscientizar a sociedade sobre a importância desse ato. Segundo organizações ligadas à área de saúde, o Brasil não realiza maior número de cirurgias porque a maioria das potenciais doações não é notificada aos órgãos competentes.

Essa situação se verifica, por exemplo, no estado do Amapá. Segundo a assessoria do senador Papaléo Paes (PSDB-AP), o baixo percentual das doações no estado se deve à falta de mecanismos que facilitem o total aproveitamento dos órgãos disponíveis.

No estado de Mato Grosso do Sul, declarou a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), as pessoas que esperam pelo transplante enfrentam dificuldades quanto ao atendimento em hemodiálise. Com base em queixa de cidadãos em seu estado, informou a senadora, ela procurou conhecer as condições em que esses serviços são ofertados à população e não encontrou informações.

Assim, a senadora enviou ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, pedido de informações sobre o assunto. Ela não descarta a possibilidade de pedir audiência pública no Senado para conhecer a situação em que se encontra a prestação dos serviços de hemodiálise no país.

Doadores

São potenciais doadores os pacientes que sofreram morte cerebral ou pessoas que manifestam a vontade de doar órgãos, normalmente a familiares. Os familiares precisam autorizar por escrito a retirada dos órgãos. A retirada e o implante dos órgãos dependem de decisões e ações rápidas, além da compatibilidade sanguínea. Coração, pulmões, fígado e pâncreas podem ser transplantados apenas quando removidos após a morte encefálica e antes da parada cardíaca. Para serem aproveitados, os rins podem ser retirados até 30 minutos após a parada cardíaca. Já córneas e ossos podem ser retirados até 6 horas após a parada cardíaca.

No caso de doadores vivos, a pessoa precisa ter boas condições de saúde, ser maior de 21 anos e concordar com a doação. Quando não há relação familiar entre o doador e o receptor do órgão, o transplante só poderá ser feito em condições especiais e com liberação judicial.

Ranking

Apesar dos problemas, o Brasil ocupa a segunda posição no ranking dos países que mais realizam transplantes a cada ano, informa o Ministério da Saúde. A maioria - mais de 90% dessas cirurgias - é feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O índice de sucesso das cirurgias passa de 80%, informa o ministério.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o número de transplantes de órgãos no Brasil cresceu 16,4% no primeiro semestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho deste ano, foram realizados 2.367 transplantes de órgãos de doador falecido. Nos primeiros seis meses de 2009, foram 2.033 cirurgias nesta modalidade contra 1.688 procedimentos realizados no primeiro semestre de 2008 pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Com exceção do coração, verifica-se aumento do número de transplante dos outros órgãos. Segundo dados do primeiro semestre dos últimos três anos, rim é órgão mais transplantado, com 994 cirurgias em 2008; 1224, em 2009; e 1486, em 2010. O menos transplantado é pâncreas. No primeiro semestre de 2008, não houve nenhum transplante. Já no mesmo período de 2008 aconteceram 22 cirurgias e, em 2009, foram 32.

Também o número de doadores de órgãos cresceu. No primeiro semestre deste ano foram 963 doadores efetivos. Em 2009, esse número foi de 818 doadores, o que representa um crescimento de 17%. O estado que apresentou maior índice de doadores foi São Paulo, com 22,76 doadores por milhão da população (ppm). Em seguida, está Santa Catarina (17 ppm), Distrito Federal (16,88 ppm), Espírito Santo (16,06 ppm) e Ceará (15,68 ppm). Os resultados positivos, de acordo com o MS, devem-se ao aprimoramento do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) e à qualificação do processo de captação de órgãos.

Fonte: Correio do Estado

até breve

sábado, 25 de setembro de 2010

NUNCA SUBESTIMEM OS IDOSOS....


Uma velhinha foi ao supermercado e colocou a ração de gato mais cara no carrinho.

A moça do caixa disse:

- Me desculpe, mas nós não podemos lhe vender a ração de gatos sem provas de que a senhora realmente tem gatos. Muitos idosos compram ração de gatos para comer, e a gerência quer provas de que a senhora esteja realmente comprando a ração para o seu gato.

A velhinha foi para casa, pegou o gato e o levou ao super mercado e eles então venderam a ração prá gato.

No dia seguinte, a velhinha foi ao super mercado novamente e comprou 12 dos mais caros biscoitos prá cachorro.

A caixa, novamente, pediu provas de que ela realmente tinha um cachorro, explicando que os idosos costumavam comer comida de cachorro.

Frustada, ela foi para casa e voltou com seu cachorro, e pôde levar os biscoitos.

No outro dia, a velhinha voltou ao mercado trazendo uma caixa com um buraco na tampa e pediu para a moça colocar o dedo no buraco.

A moça da caixa disse:

- Não! pode ter uma cobra aí dentro !!!

A velhinha lhe assegurou que não tinha cobra de estimação, e que não havia nada na caixa que pudesse mordê-la..

Então a moça do caixa enfiou o dedo no buraco, tirou, cheirou e disse:

- Hummmmmmm..mas isto é merda!!!

A velhinha então sorriu de orelha a orelha, e confirmou : é merda mesmo!

- Agora, minha querida, eu posso comprar três rolos de papel higiênico??


até breve

É mais ou menos por aí...


(para ver melhor clique na imagem)


até breve

O sorveteiro




até breve

HUMOR MÉDICO


- Doutor, quando eu era solteira tive que abortar seis vezes. Agora que casei, não consigo engravidar.
- Seu caso é muito comum: você não reproduz em cativeiro.
_________________________________

- Doutor, tenho tendências suicidas. O que faço?
- Em primeiro lugar, pague a consulta.
_________________________________

- Doutor, sou a esposa do Zé, que sofreu um acidente; como ele está?
- Bem, da cintura para baixo ele não teve nem um arranhão.
- Puxa, que alegria. E da cintura para cima?
- Não sei, ainda não trouxeram essa parte.
_________________________________

Após a cirurgia:
- Doutor, entendo que vocês médicos se vistam de branco. Mas por que essa luz tão forte?
- Meu filho, eu sou São Pedro.
_________________________________

No psiquiatra:
- Doutor, tenho complexo de feia..
- Que complexo que nada.
_________________________________

- Doutor, o que eu tenho?
- Ainda não sei, mas vamos descobrir na autopsia.
_________________________________

- Meu médico é um incompetente. Tratou do fígado de minha esposa por vinte anos e ela morreu do coração.
- O meu é muito melhor. Se trata você do fígado, você morre do fígado..
_________________________________

Um psicanalista no consultório de outro:
- Doutor, venho ao colega para me aconselhar em um caso impossível.
- De que se trata, colega?
- Estou atendendo um argentino com complexo de inferioridade!

_________________________________


O psiquiatra incentiva o paciente:
- Pode me contar desde o princípio...
- Pois bem, doutor! No princípio eu criei o céu e a terra...

_________________________________

O psiquiatra para o paciente:
- Meu amigo, eu tenho uma boa e uma má notícia para você. A má é que você tem fortes tendências homossexuais.
- Meu Deus, doutor! E qual e a boa notícia?
- A boa notícia é que acho você um gato

_________________________________

- Sabe como diferenciar o psiquiatra do seu paciente?
- O psiquiatra é aquele que tem a chave do consultório..

_________________________________

O paciente chega ao Psiquiatra tímido, cabisbaixo:
- Doutor, eu tenho dupla personalidade.
- Esquenta não, meu filho. Senta aí e vamos conversar nós quatro...

_________________________________

Paciente chega ao médico e se queixa:
- Doutor, estou com dor aqui do lado direito da barriga e meus olhos ficaram amarelados!
O médico responde:
- Muito bem, e o sr. bebe?
- Obrigado, eu aceito uma dosezinha!

_________________________________

Quando chega um paciente babando e fazendo sons esquisitos no consultório do neurologista, ele exclama:
- Ai, meu Deus! O que eu faço?
Já quando chega um paciente babando e fazendo sons esquisitos no consultório do neurocirurgião, ele exclama:
- Ai, meu Deus! O que foi que eu fiz?

_________________________________
No consultório psiquiátrico:
Paciente:
- Doutor, vou lhe contar um segredo: eu sou um galo!
O psiquiatra resolve aprofundar a anamnese:
- E desde quando o senhor acha que é um galo?
Paciente:
- Ah, desde que eu era um pintinho.

_________________________________

Sabem qual a diferença entre um clínico, um cirurgião-geral, um psiquiatra e um patologista?
O clínico: Sabe tudo e não resolve nada.
O cirurgião: Não sabe nada mas resolve tudo.
O psiquiatra: Não sabe nada e não resolve nada.
O patologista: Sabe tudo, resolve tudo, mas sempre chega atrasado

_________________________________

O cara sofria de amnésia e procurou o médico:
- Doutor, estou com uma terrível amnésia.
- Desde quando?
- Desde quando, o quê, doutor?

_________________________________

Psiquiatra para o paciente bebum:
- O senhor vai parar de beber cerveja, durante um ano só vai beber leite.
- Outra vez, doutor?
- O que, o senhor já fez esse tratamento?
- Já, durante os primeiros meses da minha vida....
_________________________________

até breve

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Descoberto vírus que procura destruir sistema fisicamente


Um novo vírus informático, descoberto em junho, buscaria pela primeira vez destruir fisicamente uma instalação de rede, avaliou esta sexta-feira o jornal The Financial Times.

Segundo o periódico econômico, o vírus, chamado "Stuxnet", além de poder paralisar um sistema, procura destrui-lo fisicamente.

O "Stuxnet" é capaz de reconhecer uma instalação específica de controle de uma rede e destruí-la, informou por sua vez o pesquisador em segurança informática alemão Ralph Langner, em seu portal na internet.

"É mais que ciberespionagem", disse à AFP James Lewis, do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais.

Segundo o The Financial Times, Langner afirmou esta semana, durante conferência a portas fechadas, que talvez o alvo do "Stuxnet" fosse uma única planta e que esta planta pudesse ser uma controvertida usina nuclear iraniana.

Especialistas estimam que o alvo do vírus seja um programa informático do grupo alemão Siemens, que assegurou à AFP não ter transferido programa algum para a usina iraniana de Buchehr (sur).

Fonte: G1

até breve

E olha que aconteceu no chamado "Primeiro Mundo"


'Pato Donald' recebe mais de 120 votos em eleição na Suécia.

'Harry Potter' e 'Deus' também foram lembrados pelos eleitores.

Governo de centro-direita venceu as eleições legislativas suecas.

O "Pato Donald", "O Rei" e "Deus" estão entre as personalidades votadas nas eleições legislativas de domingo passado na Suécia, após a apuração dos votos manuais divulgada pelas autoridades.

Segundo os resultados, mais de 120 pessoas gostariam de ver o "Pato Donald" ser eleito. Outras pessoas votaram mais especificamente no "partido do Pato Donald".

Outros votados foram "Meu Partido", "Jesus Cristo" e "Deus".

Não ficaram de fora "O Rei" (três votos), o "Bom Senso" (dois votos) e "Harry Potter" e "Mickey Mouse", que levaram um voto cada.

O governo de centro-direita venceu as eleições legislativas suecas de domingo.

Fonte: G1

É nessa horas que dão saudades das urnas manuais e as cédulas de papel. Pode até ser saudosismo ou retrocidade, mas que muitas coisas engraçadas aconteciam naquela época, aconteciam!

até breve

Pelo visto a paralisação será geral


Bancários podem entrar em greve nacional a partir de quarta-feira.

Categoria reivindica reposição salarial de 11% e melhoria na participação nos lucros e resultados; no primeiro semestre, ganhos dos bancos foi 32% superior ao lucro do mesmo período de 2009.

Os bancários podem entrar greve por tempo indeterminado em todo o País a partir da próxima quarta-feira (29) caso não haja um acordo com os patrões. A orientação do comando nacional de greve da categoria é a realização de assembleias na próxima terça (28), a fim de discutir a viabilidade da paralisação já para o dia seguinte. Nesta quinta (23), as negociações com os bancos públicos, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil (BB), não avançaram.

Os bancários reivindicam reposição salarial de 11%, melhoria na participação nos lucros e resultados, valorização dos pisos salariais e elevação dos auxílios refeição e alimentação.

De acordo com informações divulgadas pelo Sindicato dos Bancário do Distrito Federal, os seis maiores bancos que operam no País (BB, Itaú Unibanco, Bradesco, Caixa, Santander e HSBC) apresentaram R$ 21,7 bilhões de lucro líquido nos seis primeiros meses do ano. O ganho é 32% superior ao lucro do mesmo período de 2009 e a rentabilidade média sobre o patrimônio líquido é de 25%.

Fonte: Abril

até breve

Sistema anticartel está longe de atingir seus objetivos


Por S. Barreto Motta

É dura a vida da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça. Esse sistema anticartel do governo assiste à manutenção e formação de oligopólios sem nada poder fazer e, de vez em quando, manda um megagrupo vender uma loja no interior, "para evitar a formação de oligopólios". Quando o grupo Pão de Açúcar comprou a Casas Sendas, impôs-se pesada "obrigação": vender uma loja em Campos dos Goytacazes. No momento em que a toda-poderosa Ambev foi montada, com base nas gigantes Skol, Brahma e Antárctica - um verdadeiro exército de cervejarias - o grupo teve de vender... a modestíssima Bavária. Não se sabe porquê, o sistema foi mais duro com o mercado de chocolates e dificultou a compra da Garoto pela Nestlé.

São enormes as contradições do sistema Seae-Cade-SDE. A formação da Ambev foi comemorada previamente em palácio pelo presidente Fernando Henrique Cardoso e a fusão Perdigão-Sadia foi saudada efusivamente pelo presidente Lula. Após ver na TV o funcionário máximo do poder executivo festejar tais fusões, os servidores do sistema anticartel ficam constrangidos, possivelmente sentem-se rejeitados, para não dizer depressivos, ao terem de analisar algo que o presidente achou ótimo - no caso Perdigão/Sadia até com crédito oficial.


Os conglomerados estão por toda parte. O Pão de Açúcar assumiu Casas Bahia e Ponto Frio. Os cinco maiores bancos controlam mais de 90% do mercado. Dois cartões de crédito - Visa e Mastercard - são amplamente majoritários. Na área de comunicação, há empresas líderes em TV aberta e TV fechada, com diversos jornais, revistas, presença forte na Internet e redes nacionais de rádio. A distribuição de petróleo está nas mãos de Petrobras-Ipiranga e Cosan/Esso-Shell, situação que só não é pior devido às redes de bandeira branca, desvinculadas de grupos. O caso mais recente é a formação da maior indústria petroquímica da América Latina, com a compra da Quattor pela Braskem (Petrobras-Odebrecht). Segundo a Seae, o acordo é jóia.


Mas erra quem pensa que a liberação é total. O sistema Seae-Cade-SDE sempre tem um detalhe a sugerir: "A Seae recomendou que a nova gestão do pólo do Rio (Comperj) seja analisada pelo Governo Federal assim que o acordo for concretizado. As informações sobre o novo modelo do complexo petroquímico, como relação de produtos a serem fabricados, tecnologia e capacidade produtiva, ainda são insuficientes". Esse documento oficial revela que o novo grupo tem "baixa possibilidade de exercício de poder de mercado". Por fim, informa-se que a decisão da Seae é um subsídio ao processo do Cade e que, antes, a megafusão passará por analise da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça. Melhor seria aprovar-se uma lei que reconheça: "Somos órgãos de terceiro escalão e não temos como resistir à formação de megagrupos. Resta pedir aos novos gigantes que sejam razoáveis e não esmaguem os consumidores".

Fonte: Monitor Mercantil

até breve

Frase do Dia




"O QUE LULA REALMENTE MERECIA ERA UM SEGUNDO TORNO."




Inacreditável a imaginação desses caras! Muito bom!!!




até breve

Audioteca Sal e Luz - Divulguem!


A Audioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros), que corre o risco de acabar.

Mas o que seria isto?
São livros que alcançam cegos e deficientes visuais (inclusive os com dificuldade de visão pela idade avançada), de forma totalmente gratuita.

Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral. São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3.

Eles podem solicitar o livro pelo telefone, escolhendo o título pelo site, e enviaremos gratuitamente pelos Correios.

A nossa maior preocupação reside no fato que, apesar do governo estar ajudando imensamente, é preciso apresentar resultados. Precisamos atingir um número significativo de associados, que realmente contemplem o trabalho, senão ele irá se extinguir e os deficientes não poderão desfrutar da magia da leitura.

Só quem tem o prazer na leitura, sabe dizer que é impossível imaginar o mundo sem os livros...

Ajudem-nos, divulguem!

Atenciosamente,

Christiane Blume -

Audioteca Sal e Luz. Rua Primeiro de Março, 125- 7º Andar. Centro - RJ. CEP 20010-000
Fone: (21) 2233-8007
Horário de atendimento: 08:00 às 16:00 horas
http://audioteca.org.br/noticias.htm

A Audioteca não precisa de dinheiro, mas de DIVULGAÇÃO!


até breve

INSS reduz pagamento de pensões acima do teto e desconta atrasados



O INSS está enviando este mês correspondências a 2.022 pessoas que recebem, desde abril de 1995, pensão por morte em todo o Brasil, informando que os seus benefícios sofrerão uma redução. O objetivo é enquadrá-los no teto previdenciário atual, de R$ 3.467,40. Haverá cobrança retroativa a cinco anos e o desconto será automático, limitado a 30% do vencimento recebido por mês. Os pensionistas terão dez dias para apresentação de defesa após os comunicados.

Segundo o Ministério da Previdência, o instituto está seguindo determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). Em 2006, o órgão de fiscalização do Executivo encontrou 55 mil pensões e aposentadorias com ao menos um tipo de problema, entre eles a concessão de benefícios em valores acima do teto previdenciário. O TCU, na ocasião, mandou o INSS corrigir a situação. Em auditoria de setembro do ano passado, considerou a determinação parcialmente cumprida e renovou a ordem, conforme registrado no acórdão 2.221/2009.

Sentença para aposentadoria não vale para pensão
A assessoria da Previdência informou que serão revistos os benefícios de pensão por morte com início em 29 de abril de 1995. O entendimento do TCU é que o teto previdenciário deve ser respeitado, mesmo nos casos em que o benefício original estivesse acima, por exemplo, devido a sentenças judiciais.

Isso porque as decisões da Justiça se aplicavam à aposentadoria original, ao passo que a pensão por morte é outro benefício concedido à família de um segurado morto, não uma "herança". No entanto, o beneficiário que tiver uma decisão judicial a respeito da sua pensão por morte - como liminar, tutela antecipada e mandado de segurança - não terá o vencimento reduzido. O INSS terá de resolver a questão na Justiça.

As cartas começaram a ser enviadas no início deste mês e têm Aviso de Recebimento. A partir daí, o pensionista tem dez dias para se defender na agência que cuida de seu benefício - levar a ação judicial, apresentar documentação ou defesa escrita. O INSS vai dar um parecer, ao qual caberá recurso por um prazo a ser ainda informado.

Confirmada a revisão para baixo do benefício, a pessoa receberá nova correspondência. O desconto do que foi pago a mais será feito retroativamente a cinco anos e começará, provavelmente, no pagamento subsequente. Por determinação legal, anterior à revisão, o desconto não pode comprometer que 30% da pensão, mas ocorrerá até que o ressarcimento seja encerrado.

O telefone para informações do INSS é o 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h. A ligação é gratuita de telefone fixo e do orelhão mas custa o preço de chamada local quando feita do celular. A Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio de Janeiro (Faaperj) atende no telefone (21) 2507-2455.

Fonte: O Globo

até breve

Anatel dá sinal verde para Telefônica e Vivo



A Telefônica acaba de receber o sinal verde oficial da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para fazer a integração com a Vivo. O Conselho Diretor da Anatel aprovou ontem a compra da participação da Portugal Telecom (PT) na Vivo pela Telefônica. A autorização foi dada mediante a imposição de algumas condicionantes, que segundo a agência, originaram-se de compromissos oferecidos voluntariamente pelas empresas e aceitos pelo órgão regulador. Uma delas é a obrigação de cobertura de telefonia celular em 35 municípios que ainda não têm acesso a esse serviço. As primeiras 16 cidades deverão atendidas até março de 2011 e os outros 19 até dezembro de 2011.

Outro condicionamento é a cobertura de telefonia móvel 3G até dezembro de 2012 na área urbana de 83 cidades, além dos 2.832 municípios já previstos na expansão de cobertura da operadora e já informados à agência. A Anatel também condicionou a anuência prévia à obrigação de disponibilização de infraestrutura para promover a interiorização da rede de educação e pesquisa avançada no País.

Fonte: Gazeta do Sul

até breve

Impasse suspende análise da Ficha Limpa no STF


Ao empurrar para depois das eleições a indicação do ministro que falta no Supremo Tribunal Federal, o presidente Lula atrapalhou a decisão mais candente do ano. Depois de 11 horas de discussões tensas e acaloradas, a falta do décimo-primeiro ministro criou um impasse que e impediu a definição se a Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) tem aplicação imediata ou não. Com cinco ministros a favor e cinco contra a aplicação da lei para as eleições deste ano, o tribunal suspendeu as discussões à 1h20 desta sexta-feira (24/9) por falta de concordância sobre como desempatar a questão.

O STF não tem data para retomar o julgamento. O tribunal poderá decidir a questão em uma das próximas sessões ou aguardar a nomeação do novo ministro para a vaga de Eros Grau, que se aposentou em agosto passado. Nesse caso, a decisão só sairia depois das eleições, o que estenderá o dilema do STF para as urnas.

Durante as discussões para tentar resolver a disputa, não faltaram ironias e ataques diretos entre os colegas. Com o empate, o ministro Ricardo Lewandowski propôs que se aplicasse ao caso o artigo 146 do regimento interno do Supremo. De acordo com a regra, “havendo, por ausência ou falta de um ministro, nos termos do art. 13, IX, empate na votação de matéria cuja solução dependa de maioria absoluta, considerar-se-á julgada a questão proclamando-se a solução contrária à pretendida ou à proposta”.

Ou seja, a decisão seria contrária ao pedido dos advogados do candidato ao governo do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), autor do recurso. Trocando em miúdos, o STF validaria a interpretação do Tribunal Superior Eleitoral, de que a lei vale já para as próximas eleições. Nesse momento, instaurou-se a discórdia.

Os cinco ministros que votaram contra a aplicação da lei sustentaram que só caberia a regra interna se houvesse declaração de inconstitucionalidade da lei, o que não ocorreu. Os ministros decidiram que a Lei da Ficha Limpa não pode ser aplicada antes de um ano de sua entrada em vigor, mas não a declararam inconstitucional. Logo, não seria necessária a chamada maioria absoluta para a decisão.

Os que votaram a favor da aplicação da lei reagiram, com o argumento de que tudo o que se discutiu nas 10 horas anteriores de julgamento girou em torno da constitucionalidade da lei. Assim, a regra caberia perfeitamente. Não foi possível chegar a um consenso. Os ministros, agitados, alguns bastante nervosos, falavam quase todos ao mesmo tempo.

O ministro Gilmar Mendes propôs que o presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, usasse o voto de qualidade – de desempate – para definir a questão, o que acirrou ainda mais os ânimos. Porque, neste caso, a aplicação imediata da lei seria invalidada por seis votos a cinco, já que o presidente votou contra sua eficácia. A certa altura, o ministro Marco Aurélio propôs a mesma coisa, questionando em quais casos é possível aplicar a regra prevista no inciso IX do artigo 13 do mesmo regimento interno.

A norma determina que cabe ao presidente do tribunal “proferir voto de qualidade nas decisões do plenário, para as quais o regimento interno não preveja solução diversa, quando o empate na votação decorra de ausência de ministro em virtude de: a) impedimento ou suspeição; b) vaga ou licença médica superior a 30 dias, quando seja urgente a matéria e não se possa convocar o ministro licenciado”.

Diante do impasse, o ministro Joaquim Barbosa sugeriu que fossem colhidos os votos do plenário para decidir como a questão seria decidida. Peluso concordou, mas foi interrompido pelo ministro Ayres Britto: “Se houver novo empate, Vossa Excelência pretende desempatar?”, questionou. O receio de Britto era o de que Peluso usasse o voto de desempate para decidir como seria a proclamação do resultado, o que não estaria impedido de fazer porque não se tratava mais do mérito do recurso.

Depois de alguns segundo em silêncio, nos quais o ministro Peluso encarava Britto com incredulidade diante da pergunta, o presidente do tribunal respondeu: “Não tenho nenhuma vocação para déspota. E não acho que o meu voto valha mais do que o de outros ministros”. Com isso, prosseguiu a discussão.

O ministro Dias Toffoli propôs esperar o novo ministro. A ministra Cármen Lúcia votou pela declaração de que a decisão do TSE, que validou a lei para estas eleições e rejeitou a candidatura de Roriz, continuaria a valer. Foi acompanhada por Lewandowski e Britto. Diante de um novo argumento do ministro Ayres Britto, a temperatura subiu de novo. Para o ministro, o STF deveria prestigiar a decisão do TSE. E lembrou que o “TRE (do Distrito Federal) também decidiu no mesmo sentido”.

Gilmar Mendes, então, reagiu: “Não é de se aceitar a teoria futebolística que Vossa Excelência propôs agora”. Entrou em campo a ironia do ministro Marco Aurélio, que propôs chamar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para decidir a questão, já que ele ainda não indicou o novo ministro do Supremo. “Deveríamos chamar para decidir o responsável por essa cadeira vaga”, afirmou.

Com o clima subindo mais uma vez, o presidente Peluso, tentou acalmar os ânimos. Pediu para que fossem deixadas de lado as paixões e observou que a “radicalização absoluta” das posições dos ministros os impediria de chegar a qualquer bom termo. Por isso, considerou que seria melhor esperar pela indicação do 11º membro do tribunal.

Segundo Peluso, não haveria problemas, mesmo com o transcorrer das eleições, porque o STF se comprometeria a decidir a questão antes da diplomação dos candidatos. Ou seja, antes que eles tomassem posse. Se o novo ministro não tomasse posse até lá, então, o tema voltaria a discussão até a definição. Parte dos ministros discordou da proposta e com o novo impasse que se instaurou, decidiu-se, aí sim quase em consenso, suspender a sessão sem proclamar qualquer resultado.

Ao final do julgamento, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, disse aos jornalistas que não há data nem previsão para que o julgamento seja retomado. “Pode ser logo ou podemos até esperar pela nomeação do novo ministro”, afirmou. Advogados comentavam ao final da sessão que este foi o dia em que o Supremo decidiu não decidir.

O que gerou a discordância entre os ministros foi a discussão sobre se uma lei que estabelece novas hipóteses de inelegibilidade altera ou não o processo eleitoral. De acordo com o artigo 16 da Constituição Federal: “A lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”.

Como foi sancionada em junho, apenas quatro meses antes das eleições, a regra não poderia barrar as atuais candidaturas. Mas a divisão se dá justamente neste ponto. Metade considera que uma lei que traz novas hipóteses de inelegibilidades, como a da Ficha Limpa, não interfere no processo eleitoral. A outra metade entende que a interferência é clara.

No TSE, fixou-se a tese de que o prazo de um ano para a aplicação de lei só se justifica nos casos em que há deformação do processo eleitoral. Ou seja, nos casos em que desequilibra a disputa, beneficiando ou prejudicando determinadas candidaturas. Como a Lei da Ficha Limpa é linear, ou seja, se aplica para todos indistintamente, não se pode afirmar que ela interfere no processo eleitoral. Logo, sua aplicação é imediata.

No STF, votaram contra a aplicação imediata da lei os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cezar Peluso. A favor da aplicação já para as próximas eleições votaram os ministros Ayres Britto, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa, Ricardo Lewandowski e Ellen Gracie.

Prova da lei
Apesar do impasse em relação à aplicação da lei no STF, os ministros definiram que a Lei da Ficha Limpa não fere o princípio da irretroatividade da lei porque critério de inelegibilidade não é punição e alcança os casos em que políticos renunciaram ao mandato para escapar de processos disciplinares, mesmo antes de as novas regras entrarem em vigor.

Sobre esses dois pontos o placar ficou em seis votos a quatro. Mas não se pode dizer que é decisão final uma vez que, sem proclamação do resultado, qualquer ministro ainda pode mudar o voto, diante de novos argumentos de colegas.

A maioria, contudo, fixou até agora que as condições de inelegibilidade não são penas ou sanções, mas critérios que devem ser aferidos no momento do registro da candidatura. Por isso, não se aplicaria o princípio de que a lei não pode retroagir para prejudicar. No sentido contrário, haveria punição, já que a candidatura chegou a ser registrada e seria cassada.

A sessão foi tensa nos dois dias de votação. Na quarta-feira (23/9), depois do voto do relator, ministro Ayres Britto, o presidente do tribunal, Cezar Peluso, levou questão de ordem no sentido de que a Lei da Ficha Limpa seria totalmente inconstitucional. “É um caso de arremedo de lei”, disse Peluso. Isso porque, segundo o ministro, a tramitação do projeto que se transformou na lei feriu o devido processo legislativo.

A questão levantada por Peluso dizia respeito à emenda do senador Francisco Dornelles (PP-RJ) que alterou a redação do projeto que havia sido aprovado na Câmara dos Deputados. Pelas regras, quando o Senado altera os projetos de lei que nascem na Câmara dos Deputados, os textos devem voltar para nova análise dos deputados. E vice-versa.

Na época, o Senado considerou que por se tratar de mera mudança de redação, do tempo verbal, não seria necessário submeter o projeto a nova votação na Câmara. A emenda de Dornelles alterou cinco alíneas do projeto, substituindo a expressão “que tenham sido” por “que forem”. É nesta mudança que se funda a interpretação de que a regra abrange os casos de políticos condenados antes de sua vigência.

De acordo com Peluso, “não houve mera mudança redacional. O que está em jogo é saber se a lei apanha ou não os atos ocorridos antes da sua vigência ou somente os atos futuros. Lei não pode ser feita de qualquer jeito. A corte precisa se pronunciar”.

A questão levantada por Peluso gerou discussão intensa entre os ministros. Ayres Britto e Ricardo Lewandowski mostraram-se inconformados pelo fato de o presidente propor essa discussão em um Recurso Extraordinário, sem pedido expresso da defesa. “Juiz não age de ofício e a causa de pedir em Recurso Extraordinário não é aberta”, reagiu Lewandowski.

“Está me parecendo um salto triplo carpado hermenêutico”, ironizou Britto. Ao que Peluso respondeu: “Isso me parece muito interessante do ponto de vista publicitário, mas não do jurídico”. Em seguida, Britto voltou a protestar: “Estamos transformando Recurso Extraordinário em Ação Direta de Inconstitucionalidade”. A discussão foi acalorada, o que levou o ministro Dias Toffoli a pedir vista do recurso. Mas a maior parte dos ministros rejeitou a questão levantada pelo presidente.

O relator do recurso, ministro Ayres Britto, manteve intacta a decisão do TSE. Britto atacou cada um dos pontos levantados pela defesa de Roriz. De acordo com ele, vem da própria Constituição Federal a determinação de que a lei deve fixar hipóteses de inelegibilidade considerando a vida pregressa dos candidatos. Por isso, para o ministro, não se pode sustentar que a Lei da Ficha Limpa fere o princípio da irretroatividade ao barrar a candidatura de quem foi condenado ou renunciou para escapar de cassação antes de as regras entrarem em vigor.

O ministro citou o parágrafo 9º do artigo 14 da Constituição: “Lei complementar estabelecerá outros casos de inelegibilidade e os prazos de sua cessação, a fim de proteger a probidade administrativa, a moralidade para exercício de mandato, considerada vida pregressa do candidato, e a normalidade e legitimidade das eleições contra a influência do poder econômico ou o abuso do exercício de função, cargo ou emprego na administração direta ou indireta”.

Sobre o caso concreto, Ayres Britto reforçou que a renúncia para escapar de cassação é uma “típica modalidade de confissão, uma confissão de que não tem como se safar da acusação”. Para Britto, o candidato tem responsabilidades morais. “Candidato vem de cândido, puro, limpo, no sentido ético.” O ministro também afirmou que são necessárias regras “que salvem a política dos políticos avessos ao princípio da probidade administrativa”.

No início de seu voto na quinta-feira, o ministro Dias Toffoli deu uma espécie de puxão de orelhas no ministro Carlos Britto. “A questão de ordem colocada por qualquer um dos ministros tem de ser respeitada, não tendo que se falar em acrobacia, mas em respeito ao controle da jurisdição constitucional”. Toffoli se referia à referência de Britto ao “salto triplo carpado hermenêutico”.

Quando teve a palavra, Britto respondeu. Disse que sabe que todo ministro tem o direito de propor questão de ordem. E que isso é tão arraigado no STF que até mesmo Dias Toffoli, “o ministro mais novo”, mostrou que sabia bem disso.

Toffoli votou contra a aplicação imediata da lei, mas nos outros pontos concordou com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral. De acordo com Toffoli, Roriz “dispôs legitimamente do seu mandato e a nova causa de inelegibilidade não retroagiu para modificar esse ato. Apenas criou-se um novo requisito para o direito ao registro”. Ou seja, não se pode falar que as novas regras retroagem para prejudicar. “Nova valoração de um fato do passado não é retroatividade da norma”, afirmou.

O ministro Dias Toffoli também enfrentou a questão da presunção de inocência. Para ele, renunciar a mandato não é o mesmo que ser considerado culpado. O ministro também sustentou que presunção de inocência está ligada a réu em processo criminal. Por isso, o princípio que proíbe a lei de retroagir para prejudicar não se aplica em matéria eleitoral.

Em seguida, votaram a ministra Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski. Junto com a ministra Ellen Gracie, eles acompanharam o voto do ministro Ayres Britto no sentido de que a lei tem aplicação imediata e que alcança os casos de políticos condenados ou que renunciaram antes mesmo de a lei entrar em vigor.

A divergência
O ministro Gilmar Mendes, então, passou a votar em sentido diametralmente oposto ao dos colegas que tinham votado até a ocasião. Mendes ressaltou que “não se está defendendo ficha suja ou a improbidade”. E atacou os argumentos de que o tribunal teria de levar em consideração, também, o fato de a Lei da Ficha Limpa ser de iniciativa popular.

“Fosse a lei aprovada por unanimidade pelo Congresso Nacional, ainda assim estaria submetida à Constituição. O STF não existe para mimetizar decisões de palanques. Se fosse para ser decalque do Congresso, poderíamos fechar o Supremo. Se lei de iniciativa popular escapar ao controle constitucional, é melhor fechar o tribunal”, afirmou Gilmar Mendes.

O ministro fez um profundo estudo sobre o princípio da anterioridade eleitoral previsto no artigo 16 da Constituição, que considerou “cláusula pétrea”. Para Gilmar Mendes, a lei altera claramente o processo eleitoral e por isso não poderia ser aplicada antes de um ano de sua vigência.

Mendes chegou a dizer que a Lei da Ficha Limpa significa “um incomensurável avanço para a democracia”. E que poderia ser aplicada normalmente nas próximas eleições, “discutidos certos aspectos”. Mas não já para as eleições de 2010. O ministro também atacou a tese de que inelegibilidade não é pena. “Não se pode comparar a condição de parentesco, a chamada inelegibilidade inata, com as causas de inelegibilidade previstas na nova lei”. Para Mendes, é “claro que inelegibilidade não é pena, mas assemelha-se, sim, a sanção”.

O raciocínio da maioria que discordou de Gilmar Mendes é o seguinte: Dona Marisa, mulher do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não pode concorrer. E isso não pode ser enquadrado como punição. É uma vedação de cunho eleitoral estabelecida em lei. Outro exemplo: para se candidatar, juízes têm de pedir exoneração do cargo. E não se pode afirmar que isso é uma pena. O mesmo raciocínio se aplicaria para os novos critérios criados para barrar candidaturas. Logo, não há espaço para se falar em violação ao princípio de que a lei não pode retroagir para prejudicar o réu.

Mendes discorda desse raciocínio e, como fez o ministro Marcelo Ribeiro nos julgamentos em que participou no TSE, separou as causas de inelegibilidade de duas formas: elas podem ter, ou não, caráter de sanção. De acordo com o entendimento do ministro, se a inelegibilidade decorre da prática de um ilícito eleitoral, ela revela caráter de pena porque é imposta em razão da prática do ilícito. Logo, não poderia haver a retroatividade para prejudicar o candidato. Já as causas de inelegibilidade decorrentes de parentesco ou por ocupação de cargo público não são tidas como sanção. Assim, para essas, especificamente, não cabe falar de retroatividade.

A maior parte dos ministros do Supremo, contudo, também discordou dessa interpretação. Para eles, os critérios de inelegibilidade não podem ser separados dessa maneira e, por isso, não é correto falar em retroatividade.

Em diversos momentos, o ministro Gilmar Mendes teve seus argumentos contestados pelos colegas Ayres Britto e Ricardo Lewandowski, que se mostravam incomodados com seu voto. O fato não alterou a convicção com que defendeu sua posição. Para ele, a nova regra traz “restrição de direitos fundamentais de caráter político” e aplicá-la imediatamente fere o “papel fundamental do artigo 16, de garantir esses direitos”. Gilmar Mendes ainda reforçou que “qualquer restrição em relação à elegibilidade do cidadão leva ao desequilíbrio da igualdade de oportunidades”.

Os ministros Marco Aurélio, Celso de Mello e Cezar Peluso concordaram com Mendes. Mas, juntos, somaram apenas quatro votos, frente aos outros seis que votaram em sentido contrário. “Não tenho como desprezar a mola mestra de um Estado Democrático de Direito que é a irretroatividade da lei”, disse Marco Aurélio. Para Celso de Mello, a interpretação dada pelo TSE é inconstitucional. Para Peluso, a inelegibilidade que decorre de punição ou de renúncia para escapar de cassação tem a característica de sanção. Por isso, a lei não poderia ser aplicada aos atos anteriores à sua vigência.

Indefinição eleitoral
Com a decisão, Joaquim Roriz pode concorrer ao governo do Distrito Federal, mas seu registro continua rejeitado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Se for eleito e não houver decisão do STF até janeiro, não poderá ser diplomado. O político recorreu ao Supremo contra a decisão do TSE que rejeitou seu registro por quatro votos a dois.

Roriz foi enquadrado na nova legislação em razão da renúncia ao mandato de senador em 2007, pouco antes de o Senado decidir se abriria processo por quebra de decoro parlamentar contra ele. A Justiça Eleitoral entendeu que ele renunciou para escapar do processo, o que pela nova lei é um critério de inelegibilidade.

Joaquim Roriz foi eleito senador em 2006, com 51,83% dos votos válidos. Seu mandato terminaria em 2014. De acordo com a nova regra, o prazo de oito anos em que o político fica inelegível começa a contar a partir do término de seu mandato. Logo, Roriz não poderia concorrer a nenhum cargo eletivo até 2022. A proibição de concorrer às eleições para os políticos sob investigação administrativa que renunciam ao mandato está prevista na letra k do artigo 1ª da lei.

De acordo com o dispositivo, são inelegíveis “o presidente da República, o governador de Estado e do Distrito Federal, o prefeito, os membros do Congresso Nacional, das Assembleias Legislativas, da Câmara Legislativa, das Câmaras Municipais, que renunciarem a seus mandatos desde o oferecimento de representação ou petição capaz de autorizar a abertura de processo por infringência a dispositivo da Constituição Federal, da Constituição Estadual, da Lei Orgânica do Distrito Federal ou da Lei Orgânica do Município, para as eleições que se realizarem durante o período remanescente do mandato para o qual foram eleitos e nos 8 (oito) anos subsequentes ao término da legislatura”.

Fonte: Conjur

até breve

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Vascaínos irão disputar etapa em Campos na modalidade Pastilha


Pelo segundo ano consecutivo, a cidade de Campos dos Goytacazes receberá uma etapa do Estadual Individual da modalidade Pastilha. Trata-se da 5ª Etapa Estadual Individual - COPA INTERIOR - 2010. O evento será realizado novamente no Clube de Regatas Saldanha da Gama.

Participarão desta etapa o Vasco da Gama, Bangu , River, Fluminense, Friburguense, Clube dos 500, além do Goytacaz, de Campos. O CR Saldanha da Gama fica na Av. Alberto Lamego, nº 170/258, Vila Rainha, Campos dos Goytacazes - RJ.

O Gigante da Colina será representado na competição pelos atletas: Rhaniery (Infanto-Juvenil), Igor e Marcelo Lages (Adulto) e José Antônio (Senior).

A competição será no dia 26/09/2010, às 10h, com entrada franca.

Fonte: Portal CR vasco da Gama

até breve

Culinária francesa é o foco de evento gastronômico no Norte Fluminense


O município de Quissamã, no Norte Fluminense, vai promover, desta sexta-feira até domingo, o seu 1º Encontro Gastronômico, que tem como objetivo mostrar a influência da culinária francesa introduzida nas fazendas do município do século XIX. Segundo a ONG 7 Capitães que promove o evento, existe um componente adicional que é uma espécie de mistura da sofisticada cozinha francesa com a africana, já que Quissamã sofreu forte influência de Angola no período da escravidão.

Para o evento que acontecerá no restaurante da Casa de Artes de Machadinha foram convidados dois chefes franceses estabelecidos no Rio: Cristoffe Lidy e Roland Villard. O encontro, que conta com o apoio da prefeitura da cidade, também vai misturar música clássica com tambores africanos. Quem participar também poderá ver uma exposição de receitas típicas do lugar.

Segundo Renato Abreu, presidente do Instituto 7 Capitães,Quissamã tem uma cultura gastronômica bastante rica, herança do século XIX, época de muita fartura gerada pelo "ouro branco", que era o açúcar, um dos principais pilares do Império de Dom Pedro II.

A nobreza de Quissamã, muito ligada ao Imperador, era bastante sofisticada e construiu um dos mais ricos acervos da arquitetura rural brasileira, com cerca de 20 imponentes sedes de fazendas dos séculos XVIII, XIX e XX.

Fonte: O Globo

até breve

Rio das Ostras promove a 5ª Copa Integração de Basquete


Neste final de semana, dias 25 e 26 de setembro, atletas de toda a região vão participar da 5ª Copa Integração de Basquete –Torneio Paulo César Motta que será realizada em Rio das Ostras pela Associação Pró Basquete do Interior Norte Fluminense com o apoio da Prefeitura de Rio das Ostras. O objetivo é desenvolver o esporte na região e promover um intercâmbio entre os atletas.

A competição contará com a participação de equipes de Rio das Ostras, Lance Livre, Tênis Club, Cidade do Sol, Frade, Quissamã e de Cabo Frio, nas categorias Infanto Juvenil e Infantil, masculino e feminino. Todos os jogos serão realizados no Ginásio Poliesportivo Benedito Zarour, no Jardim Mariléa, a partir das 10h.

Fonte: Nova Saquarema

até breve

UFF divulga a concorrência Vestibular 2011; Medicina lidera


Relações Internacionais e Publicidade vêm em seguida.

Medicina, com 68,17 candidatos por vaga, Relações Internacionais (34,86), Publicidade e Propaganda (32,25), Jornalismo (23,73), Engenharia Civil (22,21) e Engenharia de Petróleo (20,84) são os cursos mais concorridos do Vestibular 2011 da UFF (Universidade Federal Fluminense).

A concorrência de todos os cursos pode ser consultada no site pelo site www.vestibular.uff.br/2011.

Neste ano, foi ampliado para 7.812 o número de vagas oferecidas pela UFF. Desse total, 6.273 serão preenchidas pelo vestibular e 1.539, pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificado) do Ministério da Educação.

O cartão de confirmação de inscrição, onde deverá constar o local de realização da 1ª etapa de provas do candidato, estará disponível no site www.vestibular.uff.br/2011 a partir de domingo (26).

Neste concurso, a UFF oferece três novos cursos em Niterói: Ciências Atuariais, Desenho Industrial e Sistemas de Informação. No interior, são seis as novas opções de cursos: Direito (Volta Redonda), Física – Licenciatura (Santo Antônio de Pádua), História – Licenciatura e/ou Bacharelado (Campos dos Goytacazes), Psicologia (Volta Redonda) e Química com ênfase em Química Tecnológica – Bacharelado (Volta Redonda). Em Miracema, o curso de Ciências Contábeis volta a ser oferecido a partir de 2011.

Os cursos de Arquitetura e Urbanismo e Letras–Português/Francês serão oferecidos exclusivamente pelo vestibular UFF 2011, já que suas provas específicas de segunda etapa não estão integradas ao elenco de disciplinas do Enem 2010.

O vestibular será realizado (primeira e segunda etapas) em Minas Gerais (Juiz de Fora, Governador Valadares, Barbacena, Viçosa e Pouso Alegre), São Paulo (Taubaté), Espírito Santo (Vitória) e Brasília (DF), além dos municípios do Estado do Rio de Janeiro onde a universidade está inserida.

As provas serão aplicadas nos dias 14 de novembro (primeira etapa), com 75 questões objetivas, comuns a todos os candidatos, e no dia 19 de dezembro (segunda etapa), com exames de duas disciplinas específicas para o curso pretendido, mais a redação, comum a todos os cursos. A prova de Expressão Plástica, somente para candidatos ao curso de Arquitetura e Urbanismo, será realizada dia 21 de dezembro.

Fonte: EPTV

até breve

Amealhando para o futuro!

Comprei um cofre para depositar tudo o que sobra do meu salário!



Sem comentários!

até breve

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 53 milhões


Segundo a Caixa, 555 apostas acertaram a quina.

Próximo sorteio ocorre no sábado (25).

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.216 da Mega-Sena sorteadas nesta quarta-feira (22). A estimativa para o prêmio do sorteio que será realizado no próximo sábado (25) é de R$ 53 milhões.

Confira os números sorteados: 04 – 07 – 13 – 25 – 27 – 58

De acordo com a Caixa, 555 apostas acertaram a quina e vão levar R$ 6.029,59 cada uma. Já a quadra teve 26.524 acertadores que vão receber um prêmio individual de R$ 180,23.

Fonte: G1

até breve

Supremo retoma nesta quinta julgamento sobre ficha limpa


Presidente do STF, Cezar Peluso, propôs inconstitucionalidade da lei. Ministros analisam recurso de Joaquim Roriz, que teve registro barrado.

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar na tarde desta quinta-feira (23) o julgamento do recurso sobre o registro de candidatura de Joaquim Roriz (PSC), que concorre ao governo do Distrito Federal (DF). O julgamento foi suspenso nesta quarta (22) depois de um pedido de vistas do ministro Dias Toffoli.

Quatro vezes governador do DF, Roriz teve o registro impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) porque renunciou ao mandato de senador, em 2007, para escapar de um processo por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética do Senado.

Apresentada por iniciativa popular, com cerca de 2 milhões de assinaturas, a ficha limpa prevê a inelegibilidade de candidatos que renunciaram a mandato para evitar processo de cassação ou que tiveram condenação por órgão colegiado.

A análise do caso no STF foi iniciada na sessão nesta quarta-feira (22). Apenas o relator do caso, ministro Carlos Ayres Britto, havia votado contra a liberação da candidatura de Roriz, quando o presidente do STF, Cezar Peluso, interrompeu o julgamento para questionar a mudança na redação do projeto no Senado.

Uma emenda do senador Francisco Dornelles (PP-RJ), que foi considerada apenas como mudança de redação, alterou cinco alíneas do projeto, que tratam de quais condenações estão sujeitas à lei. Nas alíneas foi substituída a expressão "tenham sido condenados" por "que forem condenados".

A intenção, de acordo com os senadores, era padronizar o projeto, que já trazia nas outras alíneas expressões com o tempo verbal no futuro.

Segundo Peluso, as mudanças não se tratam de alterações apenas redacionais, e o projeto deveria ter voltado para análise da Câmara antes de ser sancionado.

"Parece-me que temos aqui um caso de arremedo de lei, que violou o devido processo constitucional legislativo. Seria um caso de inconstitucionalidade formal", disse Peluso durante a sessão do STF.

A questão sobre a constitucionalidade da ficha limpa apresentada por Peluso pegou de surpresa os magistrados que participavam do julgamento do recurso de Roriz.

“Isso parece um salto triplo carpado hermenêutico”, afirmou Ayres Britto sobre a proposta de o presidente do STF de declarar toda a Lei da Ficha Limpa inconstitucional. “Essa questão não foi suscitada”, afirmou Ayres Britto. “Vossa excelência está querendo transformar um RE [Recurso Extraordinário] em uma ADI [Ação Direta de Inconstitucionalidade]", seguiu o relator.

Diante do impasse, o ministro Dias Toffoli pediu vista do recurso, e o presidente Cezar Peluso encerrou a sessão depois de cerca de quatro horas de debate. Antes de deixar o plenário, Toffoli afirmou que pretende levar a questão novamente ao plenário já nesta quinta, mas ele tem a prerrogativa de permanecer com o recurso de Roriz por pelo menos dez dias.

Críticas
Na avaliação do presidente da OAB, trata-se de um fato inusitado do ponto de vista processual. A norma prevê que o juiz não pode ultrapassar o que consta nos autos do processo.

“Será uma surpresa se prosperar. É um fato novo, inusitado do ponto de vista processual. Se passar, vai mudar completamente a jurisprudência do STF. O julgador tem que se ater ao objeto do recurso, tanto que a defesa de Roriz não abordou esse argumento”, avaliou Cavalcante.

Segundo o presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), Mozart Valadares, a proposta do ministro Cezar Peluso não deve ser acatada pelo plenário, porque só poderia ser abordada via ação direta de inconstitucionalidade e não por recurso extraordinário, ação que está sendo analisada no julgamento.

“Se isso prevalecer, é o fim da ficha limpa e vai ser um golpe violento contra a probidade administrativa, a transparência da atividade política e todo esse trabalho de mobilização popular. Mas minha expectativa é positiva no sentido de que amanhã [quinta] a democracia vai comemorar”, afirmou Valadares. As informações são do G1.

Fonte: Correio

até breve